Adultos

Lição 6 - O avivamento no ministério de Pedro IV

ASSEMBLEIA DE DEUS - IBOTIRAMA/BA

PORTAL ESCOLA DOMINICAL

PRIMEIRO TRIMESTRE DE 2023

Adultos - AVIVA A TUA OBRA - O chamado das Escrituras ao quebrantamento e ao poder de Deus

COMENTARISTA: ELINALDO RENOVATO DE LIMA

COMENTÁRIO: PR. JOSAPHAT BATISTA SOARES

LIÇÃO Nº 6 – O AVIVAMENTO NO MINISTÉRIO DE PEDRO

 - INTRODUÇÃO

- Pedro foi impulsionado pelo Espírito a pregar um sermão específico em relação ao que Deus havia prometido. “Para remissão dos vossos pecados, e recebereis o dom do Espírito Santo” (At 2.38). O sermão de Pedro confrontou as pessoas presentes à necessidade de arrependimento e, somente após a transformação realizada através da eficácia da Palavra de Deus, é que veio o crescimento numérico da igreja.

I – TEXTO BÍBLICO

(Atos 2.14-24).

II - OS APÓSTOLOS

1 - No começo do seu ministério Jesus escolheu doze homens que o acompanhassem em suas viagens.

- Teriam esses homens uma importante responsabilidade: Continuariam a representá-lo depois de haver ele voltado para o céu. A reputação deles continuaria a influenciar a igreja muito depois de haverem morrido. Por conseguinte, a seleção dos Doze foi de grande responsabilidade. “Naqueles dias retirou-se para o monte a fim de orar, e passou a noite orando a Deus. E quando amanheceu, chamou a si os seus discípulos e escolheu doze dentre eles, aos quais deu também o nome de apóstolo” (Lc 6.12-13).

- A maioria dos apóstolos era da região de Cafarnaum, desprezada pela sociedade judaica refinada por ser o centro de uma parte do estado judaico e conhecida, em realidade, como “Galiléia dos gentios”. O próprio Jesus disse: “Tu, Carfanaum, elevar-te-ás, porventura, até ao céu? Descerás até ao inferno” (Mt 11.23). Não obstante, Jesus fez desses doze homens líderes vigorosos e porta-vozes capaz de transmitir com clareza a fé cristã. O sucesso que eles alcançaram dá testemunho do poder transformador do Senhorio de Jesus. Nenhum dos escritores dos Evangelhos deixou-nos traços físicos dos doze. Dão-nos, contudo, minúsculas pistas que nos ajudam a fazer “conjeturas razoáveis” sobre como pareciam e atuavam. Um fato importante que tem sido tradicionalmente menosprezado em incontáveis representações artísticas dos apóstolos é sua juventude. Se levarmos em conta que a maioria chegou a viver até ao terceiro e quarto quartéis do século e que João adentrou o segundo século, então eles devem ter sido não mais do que jovens quando aceitaram o chamado de Cristo.

2 - Os doze apóstolos foram:

A) André

B) Bartolomeu (Natanael)

C) Tiago (Filho de Alfeu)

D) Tiago (Filho de Zebedeu)

E) João

F) Judas (não o iscariotes)

G) Judas Iscariotes

H) Mateus

I) Filipe

J) Simão Pedro

L) Simão Zelote

M) Tomé

N) Matias (Substituindo a Judas)

Quer continuar lendo? Para continuar lendo este artigo baixe os anexos nos links abaixo.Bons estudos.

COLABORAÇÃO PARA O PORTAL ESCOLA DOMINICAL - PR. JOSAPHAT BATISTA SOARES

Copyright © 2003 - 2023 Portal Escola Dominical todos os direitos reservados.