Get Adobe Flash player
Qua, 14 de Março de 2012 06:00

1º Trim. 2012 - JUVENIS - Lição 12 – Salmos falam de viagra users comments Cristo

Escrito por  Pr Jair Rodrigues
Dar nota para esse item
(6 votos)

PORTAL ESCOLA DOMINICAL

JUVENIS – CPAD

TEMA: Edificando a vida cristã através dos Salmos

COMENTARISTA: Regia Carvalho

LIÇÃO 12 - SALMOS FALAM DE CRISTO

ENFOQUE BIBLICO:

“Quem é este rei da Glória? O SENHOR dos Exércitos ele é o Rei da Gloria” (Sl 24.10)

OBJETIVOS:

Destacar a temática messiânica nos Salmos.

Demonstrarcomo Jesus experimentou dor, sofrimento, morte e gloria.

Aplicar à vida dos alunos os ensinos que os Salmos messiânicos oferecem.

INTRODUÇÃO:

Nessa lição estudaremos alguns dos salmos que falam de Cristo, os salmistas apresentam o Messias como homem, como Deus, como Ser Eterno e como Filho de Deus. Falam também de seu caráter, ele é Santo, Justo e Bom, suas obras também estão registradas assim como suas funções ele é Profeta, Sacerdote, Juiz e Rei.

A TEMATICA MESSIANICA NOS SALMOS

A deidade e o Reino Universal do Ungido de Deus (Sl 2)

Este salmo é muito conhecido como o salmo do Messias, o salmista tem uma visão maravilhosa, as nações se levantando contra o Messias e Deus rindo,zombando deles, pois o propósito é exaltação de seu Filho. Existe harmonia com o NT, em At 13.33, confirma o Sl 2.7, é observado também que o referido salmo fala da deidade do Messias e de seu reino universal. (Hb 1.5-8; Fp 2.9-11)

O homem mediante o Messias torna-se dominador da criação (Sl 8)

Na temática desse salmo o homem Jesus Cristo é exaltado, o objetivo desse salmo é mostrar e buy cialis doctor online celebrar o grande amor e bondade de Deus para com a humanidade, não só em sua criação, mas também na redenção por Jesus Cristo, que, como homem promoveu a honra e o domínio mencionados no salmo, dando assim continuação a sua grande obra. Harmonicamente com o NT, confira Hb 2. 6-10 com o Sl 8.6 e 1Co 15.27.

Cristo ressurreto dentre os mortos (Sl 16)

Conhecido como salmo dourado, por se tratar de matéria mais fina que o ouro, na verdade é “A Jóia de Davi”, um cântico notável. Mostra a impossibilidade de o Messias permanecer morto em um sepulcro, a profecia fala de mexican rx cialis low price sua ressurreição dentre os mortos (Sl 16.8-10 - Lc 24.5-7; At 2. 22-29).

O sofrimento de Cristo (Sl 22)

Este é o salmo da cruz, pois retrata o sofrimento de Cristo na cruz. As palavras registradas neste salmo têm seu cumprimento na integra:

a)      A agonia da cruz (Sl 22.1-21)

b)      Lançaram sorte para repartir as vestes dele (Sl 22.18 – Mt 27.35; Jo 19.23,24)

c)      Teve sede pendurado na cruz (Sl 22.15 - Jo 19.28)

d)      Declararia o nome de Deus (Sl 22.22 – Hb 2.12)

A vida de Cristo e o Trono eterno (Sl 45)

Este Salmo é interessante, fala do Messias descrevendo o seu relacionamento com a igreja, a noiva (Ap 17.7,8; 21.9; 22.17). O salmista fala de um casamento em que o noivo e a noiva estarão ornamentados de modo que nossas mentes não conseguem avaliar a beleza (Sl 45.2,3 e 13-17)

Os sofrimentos do Messias (Sl 69)

O rei Davi, sempre sofria devido aos seus pecados, mas esse Salmo mostra uma perseguição infinda e sem causa, não que ele não tivesse pecado. É o salmo mais citado no NT, sempre apontando para o sofrimento do Messias, não apenas a angustia da cruz.

a)      Rejeição dos irmãos (v 8 – Jo 7.5)

b)      Zelo pela casa de Deus (v9 – Jo 2.14-17)

c)      O grande sofrimento de Cristo (vv 20,21 – Mt 27. 24; Mc 15.23; Lc 23.36; Jo 19. 28-30)

d)      Rejeição ao Messias trás julgamento (vv 22-28 – Rm 11.9,10

A promessa que seu reino não terá fim (Sl 89)

Deus prometeu  o trono a descendência de Davi, jamais outro terá domínio no trono de does generic viagra really exist Davi. Esse é o salmo da aliança, Jesus estará assentado para sempre no trono de Davi. (Ap 22.5)

Cristo, o Rei e o Sacerdote Eterno (Sl 110)

Salmo que revela as credenciais do Messias, Jesus Cristo é Filho,  SENHOR e Sacerdote, como Senhor ele é o dominador (repreendeu tempestades, ordenou que os homens fizessem) como Sacerdote intercede por nós (a mulher apanhada em ato de adultério foi livre). Nós não temos que nos vingar de nada, deixa que Cristo tome conta de tudo ele sabe o que fazer, todo o domínio das coisas pertence a ele.

O Cristo rejeitado pelos seus (Sl 118)

Como já vimos em outro salmo à rejeição de Cristo pelos seus próprios irmãos, mas aceito por Deus (1 Pe 2.7,8), há registro de sofrimento por rejeição (Mt 21.42; Lc 20.17).

Ainda há outros salmos, não podemos analisar a todos, alguns são repetitivos, falando de um mesmo assunto, mas em ângulos diferentes. As profecias registradas nos salmos sobre o Messias são impressionantes, centenas de anos antes de viagra overnight Cristo, falavam de sua crucificação e que nem uns de seus ossos seriam quebrados (Sl 34. 20 – Jo 19. 36,37).

OS EXPERIMENTOS DE JESUS NOS SALMOS

Como já vimos os temas de alguns salmos messiânicos, os poetas que em uma época tão distante, pareciam ter ciência dos acontecimentos. Falaram de sua eternidade e divindade, falou de sua humanidade, de seu sofrimento e morte sem deixar de falar de how soon before taking cialis sua ressurreição e ascensão, o salmo 24, chega a revelar detalhes de sua chegada ao céu. Veremos agora alguns momentos na vida de Jesus:

a)      Experimentou o sofrimento e a dor

Quando falamos em sofrimento, lembramos quase sempre de Jó, na verdade um sofrimento que ninguém gostaria de passar. Mas sofrimentos semelhantes ao de Jó, ouvimos falar de outros, recentemente em Santa Catarina, algumas pessoas tiveram suas famílias ceifadas pelas tempestades, quando caiu o avião em São Paulo eu vi pela TV, um moço desesperado, sua esposa e filho estavam no avião e assim tem acontecido pelo mundo afora.

Mas falar em sofrimento de Cristo, nunca se ouviu falar de alguém que tenha passado tamanho sofrimento. Não dá para imaginar a dor e o sofrimento que Jesus passou. O Profeta Isaias, fala com detalhes cerca de setecentos anos antes, sobre seu sofrimento com certos detalhes que só podemos entender quando lemos os evangelhos. O salmo 22, escrito antes mesmo de Isaias detalha o sofrimento de Cristo e até as palavras que centenas de anos depois seriam ditas por Jesus.

O sofrimento de Jesus não inclui somente a dor física, mas a dor moral, ele foi rejeitado pela sua família, seus irmão de sangue não gostavam dele, sua nação o desprezava. Os lideres religiosos de buying viagra in canada seu povo planejavam matá-lo, havia uma grande desconfiança dentre os seus seguidores, ele não podia contar com eles (Jo 2.23-25). Finalmente ele é traído por um dos seus amigos e é vendido por ele (Sl 41.9 – Mt 26.24), preso, deixado só e aquele que mais falava em amizade o negou. Houve um momento de desamparo total, ele estava amargando a dor do pecado sem nunca os tê-los cometidos (Mt 27. 45,46).

b)      Experimentando a morte

Finalmente todo o sofrimento e dor culminam em morte, Jesus foi posto em uma cruz tendo, seus pés e mãos cravados no madeiro em sua cabeça foi posto uma coroa de espinhos.  A ignomínia daquele sofrimento tinha um objetivo, salvar a humanidade, caso Jesus não provasse a morte o pecado continuaria tendo domínio sobre a humanidade. Era ele o Cordeiro de Deus, a pergunta que durante séculos esperaram a resposta “meu pai onde está o cordeiro?” (Gn 22.7), João o batista, viu Jesus passar e a ele foi revelado de modo que bradou para que todos ouvissem: “Eis o Cordeiro de Deus” (Jo 1.36). 

E é este Cordeiro que o Profeta Isaias no Capitulo 52. 13 a seguir e todo o Capitulo 53, se refere. O altar do sacrifício de Cristo foi à cruz, ele estava entre terra e céu , pendurado, ali expiou os nossos pecados, o brado foi ouvido pela multidão de curiosos que ali estavam olhando os crucificados, que geralmente falavam mal, blasfemavam, mas o homem na cruz do meio compadecia-se de um deles, que arrependido pediu para ser lembrado e perdoava seus algozes. E depois de viagra uk without prescription apresentar o sacrifício perfeito entregou a Deus o seu espírito (Jo 19.28-30; Hb 5. 7-10; 10. 12). Jesus morreu, não temos nenhuma dúvida, os elementos do universo se contorceram, os soldados romanos reconheceram que o Filho de Deus havia morrido (Mt 27. 45 – 56).

 Há ainda quem preguem que Jesus apenas desmaiou, outros dizem que ele não sentiu dor e alguns dizem que ele nem se quer exista. Bem a Bíblia é clara ele nasceu, cresceu trabalhando na carpintaria de seu pai adotivo, esteve entre os doutores, foi batizado no Jordão, esteve no deserto jejuando, foi tentado por Satanás, exerceu o ministério cerca de três anos e meio, escolheu doze homens a quem designou onze como apóstolos, curou e libertou a muitos, suportou a incompreensão de seus compatriotas e por fim morreu na cruz do calvário e foi sepultado.

c)      Experimentando a Gloria

Como seria enfadonho ter que falar de um Salvador morto e que os seus restos mortais estivessem em uma sepultura qualquer em Jerusalém. Aqueles que professam sua fé em alguém morto que seus restos mortais continuam na sepultura, não tem certeza que seu herói possa fazer-lhes algo. Os cristãos que professam sua fé unicamente em Cristo pode regozijar se, porque ao terceiro dia ele ressuscitou dentre os mortos.

O salmista Davi, compôs um hino dizendo que era impossível seu corpo permanecer na sepultura (Sl 16. 10; At 2.27), Jesus esta vivo (Mt 28.1- 10). Durante quarenta dias ele esteve junto com seus discípulos com eles comeu, viajou e preparou a grande comissão para evangelização mundial. O ponto culminante é a sua ascensão enquanto falava subiu ao céu envolto a uma nuvem, o salmo 24. 7,8, retrata sua chegada ao céu, como pode também estar referindo ao seu reinado em Jerusalém, existe as duas opiniões devido aos versículos 9 e 10, ao que parece ele chega com um exercito. Seja qual for a interpretação, uma coisa é certa, a igreja fará parte desses exercito, ela tanto subira ao céu por ocasião do arrebatamento, como também vira reinar com Cristo no Milênio. Aguardem! “Nesse tempo céu e terra hão de ser a mesma grei entoando aleluias ao meu Rei” (HC 3).

APLICAÇÃO A NOSSA VIDA QUE OS SALMOS MESSIANICOS OFERECEM.

Os salmos são Messiânicos, não porque foram escrito para o Messias, os poetas falavam de uma situação em que estavam vivendo e eram tomados pelo Espírito Santo para escreverem algo que só aconteceria centenas de anos depois. A princípio eles buscavam soluções para problemas existentes, buscavam alivio às suas tribulações e provações. As palavras fluíam em forma de poesias como se fosse o próprio Cristo falando como já vimos.

Para nós hoje alem de já conhecermos os salmos como a oração ou o hino do salmista, era também profecia que já se cumpriu em partes e ainda há o que ira se cumprir. Também tem a aplicação que podemos fazer para as nossas vidas, em primeiro lugar não há duvidas que o homem que morreu na cruz é o Cristo, os salmos esclarecem bem esse fato, segundo, sua deidade esta revelada também nos salmos Messiânicos, terceiro a obra expiatora foi consumada na integra. E em quarto lugar ele foi glorificado e junto com ele a igreja também será, vivera com ele por toda a eternidade.

Portanto o que aprendemos e podemos aplicar em nossas vidas é que o sofrimento a dor e a humilhação, que passamos aqui nem se compara com o peso da gloria que nos espera lá (Rm 8.18). É importante saber que mesmo desamparado por nossa família, ou nossos amigos desapareça, Deus está cuidando de nós. No salmo 69, o rei Davi está sofrendo uma perseguição infinda, no entanto não havia nele culpa, até parodia os bêbados faziam sobre ele (v 12). Mas o rei Davi mesmo em meio às lutas estava disposto a louvar a Deus, ele tinha certeza que Deus ouve aos necessitados.

CONCLUSÃO:

Ao concluir não estamos esgotando o assunto, Jesus Cristo é Deus, sendo infinito é impossível conhecermos tudo sobre ele uma vez que somos finitos. Quero aqui colocar algumas profecias e cumprimento sobre o Messias e que não estão nos salmos.

a)       Descendente da mulher – Gn 3.15 - Gl 4.4; Lc 2.7

b)      Semente de Abraão, prometida – Gn 12.3; 18.18 – At 3.25; Mt 1.1; Lc 3.34

c)      Semente de Isaque, prometida – Gn 17.19 – Mt 1.2; Lc 3.34

d)      Semente de Jacó, prometida – Nm 24.17 – Lc 3.34; Mt 1.2

e)      Descendente da tribo de Judá – Gn 49.10 – Lc 3.33; Mt 1.2,3

f)       O herdeiro do trono de Davi – Is 9.7; 11.1-5 – Mt 1.1,6; 2Sm 7.13

g)      O lugar de over the counter viagra australia seu nascimento – Mq 5.2 – Lc 2.1, 4-7

h)      O tempo de sue nascimento – Dn 9.25 – Lc 2. 1-7

i)        Nascido de uma virgem – Is 7.14 – Mt 1.18; Lc 1. 26-35

j)        O ministério na Galiléia – Is 9.1,2 – Mt 4. 12-16

k)      Vendido por trinta moedas de prata – Zc 11.12,13 – Mt 26. 15; 27.3- 10

l)        Seu lado traspassado – Zc 12.10 – Jo 19.34

Não há duvidas Jesus Cristo nasceu, morreu, ressuscitou ao terceiro dia dentre os mortos, voltou ao Pai e hoje está GLORIFICADO (At 7.56; Ap 1. 12-18).

Obras Consultadas:

ROYER, Gary Luther – Cristologia 3ª edição EETAD

WOOD, George O. – Um Salmo em seu Coração – CPAD

ELLISEN, Stanley A. – Conheça melhor o Antigo Testamento – Editora Vida

SPURGEON, C.H. – Esboços Bíblicos de Salmos – Sheed Publicações

Colaboração para o Portal Escola Dominical - Pr Jair Rodrigues

Última modificação em Sex, 02 de Março de 2012 11:16