Get Adobe Flash player
Dom, 16 de Fevereiro de 2014 13:37

1º Trim. 2014 - Lição 8: Moisés - sua liderança e seus auxiliares I

Escrito por  Caramuru Afonso Francisco

PORTAL ESCOLA DOMINICAL

PRIMEIRO TRIMESTRE DE 2014

UMA JORNADA DE FÉ: A formação do povo de Israel e sua herança espiritual

COMENTARISTA: ANTONIO GILBERTO

COMENTÁRIOS - EV. CARAMURU AFONSO FRANCISCO

ASSEMBLEIA DE DEUS - MINISTÉRIO DO BELÉM - SEDE - SÃO PAULO/SP

 

 

                                                                                                           

ESBOÇO Nº 8

LIÇÃO Nº 8 – MOISÉS – SUA LIDERANÇA E SEUS AUXILIARES            

                     Moisés foi preparado para ser o líder de seu povo desde o seu nascimento.

INTRODUÇÃO

- Na sequência do estudo do livro de Êxodo, estudaremos a liderança de Moisés e seus auxiliares, com centro no capítulo 18 daquele livro.

- Moisés foi preparado para ser o líder de seu povo desde o seu nascimento.

I – O PREPARO DE MOISÉS PARA LIDERAR ISRAEL

- Seguindo o critério adotado pela CPAD, faremos uma interrupção na sequência do livro de Êxodo para estudarmos a liderança de Moisés e seus auxiliares, tendo como centro o capítulo 18 do livro, que já comentamos, ainda que brevemente e fora da perspectiva ora enfocada, na lição 6.

- Como temos visto ao longo deste trimestre, e é o subtítulo do tema, no livro de Êxodo vemos um grande desenvolvimento no processo de formação da nação israelita, vez que é neste livro que vemos como Deus formou três dos quatro elementos necessários para que se tenha uma nação, quais sejam, o povo, a cultura e o governo. Somente o território ficou para ser dado a Israel e, mesmo assim, trata-se de um elemento que não é considerado indispensável para que se tenha uma nação, pois o território caracterizaria mais precisamente, segundo os estudiosos, o país ou o Estado.

- Neste processo de formação, um ponto que se deve aqui destacar foi o cuidado que Deus teve em preparar o governo de Israel. O Governo é "…a organização, que é a autoridade governante de uma unidade política", "o poder de regrar uma sociedade política" e o aparato pelo qual o corpo governante funciona e exerce autoridade…” (Governo. In: WIKIPÉDIA. Disponível em: http://pt.wikipedia.org/wiki/Governo Acesso em 24 dez. 2013).

- Como afirmou em Sua proposta a Israel no monte Sinai, o Senhor queria fazer de Israel um “reino sacerdotal” (Ex.19:6). “…Esta é a primeira vez que a palavra ‘reino’ aparece na Bíblia para referir-se ao governo divino e marca o começo do reino teocrático…” (BÍBLIA DE ESTUDO SCOFIELD, nota a Ex.19:6, p.83). Temos nitidamente aqui a demonstração de que Deus iria governar o povo, ou seja, estaríamos diante de uma “teocracia”. O governante do povo seria o próprio Deus, que, naturalmente, se serviria dos homens para a administração do Seu povo, para que estivessem à frente do povo, seguindo as orientações do Senhor.

- O Senhor, ao estabelecer o Seu governo sobre Israel, não desprezaria a própria estrutura social que se formara, com base na família, entre os israelitas. Quando chama Moisés no monte Horebe, o Senhor Se apresenta, por primeiro, como “o Deus de teu pai” (Ex.3:6), tendo mandado Moisés apresentá-l’O aos filhos de Israel como o “Senhor Deus de vossos pais” (Ex.3:15). Com esta expressão, o Senhor deixou bem claro que queria preservar toda a estrutura familiar e tribal que havia se formado durante a multiplicação do povo no Egito.

- É bem isso, aliás, que vemos no próprio limiar do livro de Êxodo, quando são identificados os nomes dos patriarcas e de suas respectivas casas, que haviam vindo para o Egito (Ex.1:1-6). A base de toda organização social é a família e não há sociedade que siga os parâmetros divinos se não se estruturar tendo como base a família, que até o governo divino estabelecido em Israel respeitou.

Para continuar a ler o artigo CLIQUE AQUI