Adultos

Lição 10 - O processo da salvação III

ASSEMBLEIA DE DEUS – MINISTÉRIO DO BELÉM – SETOR 31 ERMELINO MATARAZZO, SÃO PAULO/SP

PORTAL ESCOLA DOMINICAL

QUARTO TRIMESTRE DE 2017

Adultos - A obra da salvação: Jesus Cristo é o caminho, a verdade e a vida

COMENTARISTA: CLAITON IVAN POMMERENING

COMENTÁRIO: EV. MARCOS JACOB DE MEDEIROS

LIÇÃO Nº 10 – O PROCESSO DA SALVAÇÃO

Texto: João 3.1-7

Introdução: O processo bíblico da salvação se dá por meio da justificação, regeneração e santificação do ser humano

I - JUSTIFICADOS POR DEUS

1. A natureza da Justificação

1.1. A justificação evoca a ideia de um tribunal (Rm 4.24,25)

. São apresentadas acusações contra nós

. Cristo, por meio do seu sacrifício, torna essas acusações nulas (2Co 5.21)

1.2. É um ato que necessita fé (Rm 5.1)

1.3. Os resultados da justificação

. O perdão dos pecados

. A reconciliação do pecador com Deus

. A segurança da salvação

. A santificação da vida

2. A necessidade de Justificação

2.1. Há, pelo menos, três necessidades

. Para nos encontramos justos e santos diante de Deus

. Para que sejamos participantes das bênçãos da salvação

. Para que o Diabo não acuse o crente (Rm 8.33,34)

2.2. Justificados, teremos paz com Deus (Rm 5.1)

3. A impossibilidade da autojustificação

3.1. Jesus mostrou essa realidade ao narrar a história do fariseu (Lc 18.9-14)

3.2. A justificação não é através dos méritos do homem, mas da bondade de Deus (1Co 6.11)

. É a graça de Deus agindo no homem (Rm 3.21,26,28; 4.5; Gl 3.11)

II - REGENERADOS PELO ESPÍRITO SANTO

1. A natureza da regeneração

1.1. Regeneração é a ação divina de criar um novo homem (2Co 5.17)

. Torna-o um filho de Deus (Jo 1.12,13)

. Faz com que a pessoa passe da morte para a vida (Jo 5.24)

. É incompreensível à mente natural (Jo 3.3,7)

1.2. Conversão é diferente de regeneração.

. Conversão é a resposta humana á regeneração no processo de salvação

2. A necessidade da regeneração

2.1. É necessário para fazermos parte do Reino de Deus

2.2. O Espírito Santo e sua atuação na regeneração

. É efetuado pelo Espírito (Jo 3.5)

. Ele faz brotar em nós o entusiasmo espiritual (Jo 7.38)

. Ele usa a Palavra para germinar vida (Tg 1.18)

3. Conseqüências da regeneração

3.1. É possível saber se somos regenerados por meio de algumas mudanças em nossa vida.

. O amor intenso de Deus (1Jo 4.19; 5.1)

. O amor pelos irmãos (1Jo 3.14)

. A rejeição das coisas mundanas (1Jo 2.15,16)

. O amor à Palavra de Deus (Sl 119.103; 1Pe 2.2)

. O amor pelas almas perdidas (Rm 9.1-3)

. O desejo de estar em comunhão com Deus e adorá-lo (Sl 42.1,2; 63.1; Ef 5.19,20)

. A vitória sobre o pecado (1Jo 5.18; Gl 5.16; 2Co 5.17)

. O conhecimento da vontade de Deus (1Co 2.12)

. O testemunho do Espírito Santo sobre nós (Rm 8.16)

. O intenso interesse de praticar a justiça (1Jo 2.29)

III – SANTIFICADOS EM CRISTO

1. Uma conseqüência da salvação

1.1. A santificação é o processo pelo qual o crente se afasta (separa) do pecado para viver uma vida inteiramente consagrada a Deus, desenvolvendo nele a imagem de Cristo (Rm 8.29).

1.2. Acontece no momento da justificação e deve ser aperfeiçoada ao longo da vida (Ef 4.12)

1.3. Somos vistos por Deus como santos (Cl 3.12)

. O pecado não tem lugar em nossa vida (1Jo 3.6)

2. Um esforço pessoal

2.1. Um esforço pessoal para priorizar a santificação (Hb 12.14)

. A natureza pecaminosa insiste em resistir a esse processo (Rm 7.14,21)

2.2. Jesus deu a sua vida para vivermos uma vida santa

3. O desafio de sermos santos

3.1. Não podemos deixar de reconhecer que somos simultaneamente justos e pecadores, ou seja, em Cristo (1Jo 1.10)

3.2. Por causa da natureza pecaminosa, nossa santificação sofre revezes (Rm 7.15)

3.3. Dois desafios para nos mantermos santos

. Dependa do Espírito Santo

. Faça um esforço pessoal

Conclusão: Convêm que os crentes, como pessoas justificadas, regeneradas e santificadas, demonstrem ao mundo perdido, por meio das consequências positivas que esse processo de salvação traz sobre nossa vida, que somente Jesus pode salvar e transformar o pecador.

COLABORAÇÃO PARA O PORTAL ESCOLA DOMINICAL - EV. MARCOS JACOB DE MEDEIROS

Copyright © 2003 - 2017 Portal Escola Dominical todos os direitos reservados.